Metabooks

1970 - Com o objetivo de “criar efetividade e economia para o trabalho cotidiano do amplo comércio do livro”, em abril, a associação de livreiros - hoje MVB GmbH - solicita aos editores alemães que informem até o dia 31 de maio de 1971 todos os títulos disponíveis em seus catálogos para a criação do Diretório Planejado de Livros Disponíveis (que ficou conhecido pela sigla em alemão VLB).

1971 - Em agosto, o VLB passa a ser publicado uma vez por ano. A primeira edição, com dois volumes, compreende 152.526 títulos.

1972 - Fundação do Buchhandel Rechenzentrum (RZB) que no decorrer dos anos setenta foi ampliada. Inicialmente destinado a apoiar a criação da edição impressa, o avanço da tecnologia logo abriu novas possibilidades.

1988 - É produzido o primeiro CD-ROM.

2002 - O VLB entra se torna uma plataforma online. A digitalização permitiu uma importante expansão das informações de um título e, portanto, da qualidade dos dados. Capas, elementos multimídia, informações de disponibilidade ou outras descrições, que, muitas vezes apenas estavam desatualizadas ou não eram encontradas no VLB impresso, tornam-se uma parte indispensável do VLB.

2011 - Desde junho de 2011, o VLB é o banco de dados de referência oficial para preços fixos de varejo na Alemanha e, portanto, o instrumento central para manter e fazer cumprir a manutenção de preços. Em breve também passa a ser usada na Áustria para mesma finalidade.

2014 - Introdução da classificação Thema.

2015 - VLB-TIX é lançado em dezembro de 2015. Agora, os editores podem apresentar de forma otimizada suas novidades online. O sistema oferece aos livreiros excelentes oportunidades para pesquisar novidades e muito mais.

2016 – A Metabooks torna-se a marca mãe para as atividades internacionais do VLB. No final de agosto de 2016, a MVB GmbH e a Câmara Brasileira do Livro (CBL) apresentam a versão beta da Metabooks em português, na Bienal Internacional de São Paulo.

2017 - Desde fevereiro de 2017, o VLB é capaz de processar dados no ONIX versão 3.0. Como um dos primeiros bancos de dados de catálogo na Alemanha, ele permite o mapeamento completo de dados do ONIX 2.1 para o ONIX 3.0.

2017 - A versão brasileira da Metabooks é lançada no dia 12 de julho.

2018 – A plataforma Metabooks encerra o ano com mais de 83 mil títulos, e já opera com os principais livreiros no país à época.

2019 - Em outubro, CANIEM e MVB anunciaram a Metabooks México na Feira do Livro de Frankfurt, que entrou no ar em 4 de dezembro de 2019.

2019 - No Brasil, a plataforma encerra o ano ultrapassando a marca de 130 mil títulos cadastrados.

2019 – A Metabooks Brasil anuncia na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro o lançamento do serviço de EDI dedicado ao mercado do livro, chamado Pubnet.

2020 – Ano que trouxe muita dificuldade e incerteza para o negócio do livro no Brasil e no mundo por conta da pandemia do COVID-19, ao mesmo tempo gerou uma demanda muito grande nas vendas online. A Metabooks Brasil se esforçou para ser um parceiro forte a apoiou ao máximo o mercado, contendo qualquer aumento nos seus custos, dando ainda mais suporte e estando mais próximo aos seus clientes, para obterem os melhores resultados de venda nessa fase difícil.

2020 – Em 11/06/2020, ocorreu a cerimônia do primeiro Prêmio Metabooks. O prêmio, realizado em parceria com o Prêmio PublishNews, visa ao reconhecimento de editoras e livrarias que se destacam na gestão de seus metadados. Em 2020, os vencedores foram o Grupo A, na categoria Editora, e Submarino, em Livraria.

2020 – Em agosto, a Metabooks Brasil mudou a razão social para MVB Brasil, e conta hoje com dois produtos no mercado brasileiro: a plataforma Metabooks e o serviço de EDI Pubnet.

2020 - A Metabooks encerrou o ano com mais de 165 mil títulos na plataforma.

2021 – Em 12/05/2021, as medalhas do Prêmio Metabooks foram para as Edições Sesc, na categoria Editora, e Livraria Martins Fontes, em Livraria.

2021 – A Metabooks e o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) renovam parceria oferecendo acesso à plataforma às mais de 6.000 bibliotecas públicas.

2021 – ano da retomada dos negócios (e da vida), em novembro, a Metabooks já conta com mais de 200 mil títulos em seu banco de dados, mais de 780 editoras e selos e as principais livrarias e distribuidoras do Brasil como seus clientes.

Atualmente, o VLB está presente nos maiores mercados do livro, tornando-se uma ferramenta de marketing indispensável para toda a indústria do livro. Seja para editoras, livrarias, distribuidoras, seja para sistemas de bibliotecas ou universidades.